top of page
Buscar

Idosos de Taubaté trabalham com imaginação e memória

As idosas do Lar Luiza de Marillac, de Taubaté, participaram de uma atividade envolvendo imaginação, memória e concentração na última semana de agosto durante as aulas de arteterapia da professora Letícia Godinho, da Fundação José Carlos da Rocha.

Letícia contou às idosas a história de um passarinho que vivia triste por não possuir penas com cores, como outros pássaros. Porém, ainda assim o animal tinha pensamentos positivos e ajudavas os outros. A cada boa ação do passarinho, surgiam penas coloridas no seu corpo e ele pôde se tornar o pássaro que sempre desejou.

Com base na parábola, a professora entregou desenhos de pássaros às idosas e pediu que elas colorissem de acordo com a imaginação. O exercício, de acordo com ela, auxiliou no processo de memória e criatividade das idosas, bem como de coordenação motora, foco e concentração. “Elas utilizaram cores que as deixavam felizes e proporcionavam beleza aos pássaros. Além disso, a tarefa também despertou a importância da preocupação com o outro ser e o respeito às diferenças”.

Ao fim, o exercício de Letícia ainda propunha enfeitar os animais e depois colocá-los em uma árvore, simbolizando liberdade e convívio social.




21 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page